“Você nunca gostou de mim. Jamais poderia gostar de mim como eu gostei de você. Não poderia adorar do mesmo jeito, nem seria capaz de perceber os mínimos detalhes. Você estava num estado de carência absurda e pescou a primeira pessoa que apareceu, e eu, infelizmente fui a vítima. Você nunca conheceu o verdadeiro sabor do meu beijo, a verdadeira cor dos meus olhos. Nem a pulseirinha que usava dia sim e dia não. Nenhuma mulher poderia ver o que eu vi em você, eu enxerguei além da alma. Nem você mesmo se entende. Quem dirá uma guriazinha qualquer. Você me viu numa figura tosca, inútil, material. Incapaz de me amar. Desejando apenas o meu corpo. Incapaz de me ver de verdade. Não apreciou meus doces caprichos, as unhas roídas, o cheiro do meu perfume. Eu queria dizer como naquelas frases de peruas que acabaram de levar toco: “Ele pensou mesmo que eu gostava dele? Coitado.” Não que isso fosse mentira, mas não está dando pra fingir que não é nada. Você começou elogiando a roupa que eu estava vestindo e até a cor do esmalte. Meio que a gente começou alguma coisa com algum blá blá blá e acabou abraçado debaixo de um cobertor no apartamento número 77 de algum número esquecido da Ouro Branco. Me ligava todo dia para marcar um piquenique qualquer e sempre levava sanduíches com queijo holandês, mesmo sabendo que odiava. Não é justo que tudo aquilo a que me refiro se apague da sua cabeça com a mesma facilidade que o meu cigarro se apagou. Eu realmente não sei em que mundo eu estava quando pedi para que me amasse, para que ficasse comigo. Eu estava inconsciente? Bêbada? Só se fosse de amor. Eu estava perdidamente apaixonada, cega, doida mas tudo bem, todo mundo passa por isso algum dia, não é? Não, não quando é amor verdadeiro, quando você sabe que é pra sempre. Ouvi dizer que teve um rapaz que fez de tudo para ter tal moça, ele comprou roupa de marca até o carro mais caro da loja e ela nunca deu valor a ele, realmente, quando não é pra ser simplesmente, não é. E assim acaba. Você ama por dois, se ilude, cria esperança enquanto a pessoa só te usa quando precisa. E foi o que você fez, me deixou em um estado completamente fora do normal, me fazendo pedir mais vinho porque já estava de tomar cerveja ao seu lado, me fez sentar no carro e pensar em tudo o que passamos, no primeiro encontro, nas saídas, nos domingos em que passávamos deitados. Como você teve coragem? É tão absurdo que eu chego a pensar na cabeça de um ser humano de ter que aturar uma pessoa como eu só por carência, por prazer. Eu não entendo você e nem quero, não quero saber o que passa aí por dentro da tua cabeça. Eu nunca me entreguei à uma pessoa como me entreguei à você. Nunca fui tão tola em me aproximar de alguém como fui com você. E eu percebo isso cada vez mais enquanto o barman me traz mais uma taça de vinho, tudo isso para tentar esquecer, e acaba por fazer lembrar cada vez mais. Eu sei do que eu sinto falta, sinto falta de você, mesmo sabendo que tudo que me disse eram mentiras, eu não sabia que o amor era tão cruel, ainda mais amor verdadeiro, não seria mais uma mentira esse rombo no meu peito, essa falta que eu sinto todas as manhãs, todas as tardes e se perpetua pela noite. E eu enlouqueço com a musica alta no carro, o mais alto possível para não ouvir meus pensamentos, para não ouvir minhas culpas, para não querer questionar pela milésima quarta vez o porquê de você se fazer tão especial, e me deixar assim, me acabando na sarjeta da vida. E eu ainda espero que em algum desses copos eu encontre a explicação do porquê eu te amar tanto e não te ter aqui comigo.”
“Eu bebi pra ver se o mundo rodopiava na minha frente e me deixava de frente pra alguma versão de você que me quisesse.” Karine + Fernanda + Paula = Ancoradas

“Estou me apaixonando por você. Entre tanta gente, eu escolhi você pra me apaixonar. Logo você. Que não se apega a ninguém. Que não se importa com nada, só você mesmo. Logo você que pode voar pra longe de mim a qualquer momento. Logo você… Agora estou presa a essa rede de ilusões, a essa corda bamba em que qualquer momento eu posso cair e quebrar a cara (e o coração). Estou presa a você e esse meu amor que nos une. Talvez não seja tão ruim se apaixonar por você. Talvez não seja um bicho papão de sete cabeças. Até agora você não me deu nenhum motivo pra chorar, pra sofrer. Mas é que eu tenho medo, muito medo de como vou ficar depois que essa ilusão acabar, que o seu gostar virar pó e você não ter mais nenhum motivo pra ficar comigo e então partir. Ir voando pra longe de mim feito passarinho. Porque eu não sei se vou aguentar entende? Sinto muito, mas estou dependente de você. Você é meu vicio, é uma droga que eu nunca quero parar de tomar. Eu disse que com você as coisas são diferentes. Eu te avisei pra não entrar dentro desse barco porque com você as coisas são mais intensas, mas você não me ouviu. Porque, alias, pra você não vai acontecer nada. Você vai embora quando quiser, vai me esquecer quando quiser e eu não posso fazer nada pra mudar isso. Mas eu… Eu vou sofrer, vou chorar, vou morrer de saudades. Saudades de quando a gente ficava juntos. Saudades dos beijos lentos e intensos, dos olhares que diziam tudo, dos abraços fortes com medo de perder um ao outro. Como eu tinha medo de me entregar do jeito que já me entreguei pra ti, só eu sei o quanto eu me contive, o quanto eu lutei contra isso, contra essa maldita atração, que com o passar do tempo está se transformando em algo mais puro, mais lindo, mas parecido com amor. Você nunca foi de uma garota só, mas está sendo só meu. Eu sempre fui de fazer juras esternas, mas por incrível que pareça estou me resguardando. Pois é, parece que estamos mudando, um com o outro, juntos nesse barco de coisas intensas, agora só torcer para que não afunde. Eu estou me fechando, tenho medo de falar certas coisas e a sua reação seja diferente, tenho medo que não seja recíproco e tenho medo de te perder. Eu sei que você é o tipo de garoto que se perde uma, ah, não tem problema não! Semana que vem já tem outra e sabe, eu costumava ser assim mas você me mudou, fez com que eu me sentisse diferente. Você sabe que eu não quero isso acabe, não quero ver suas mãos longe das minhas, não quero que um dia eu não possa mais sentir seu abraço porque ultimamente a única coisa que me deixa segura, é ele. Eu vou fazer de tudo pra te ter, vou fazer de tudo para que isso seja eterno enquanto estivermos juntos. Sim, você é encrenca, uma encrenca das boas. Mas, quem disse que eu não gosto de me embolar nesse nó sem fim? Nós dois sabemos o que estamos fazendo. Nós estamos fazendo uma coisa errada. Você é um tipo furacão ambulante embalado nesse seu jeito marrento e grosso. O problema é que você não é qualquer pessoa. Ninguém nunca foi capaz de tirar meu clichê de mim. E você, logo você, conseguiu. O que você sabe sobre essas coisas? Nada, nadinha. Você não sabe lidar, e me pede pra ter paciência. E se eu perder tudo isso? Você procurou me estragar de todos os modos só para eu combinar um pouco com você… Tem tudo pra dar certo, mas é que a gente só sabe fazer dar errado.”

“Eu te dou mais uma chance. Vai, grita tudo aquilo o que você sempre quis dizer, espalha pro mundo todo que eu não fui suficiente pra você. Estou te dando mais uma oportunidade de esfregar na minha cara pela última vez o porquê da gente não ter dado certo. Fala que eu não soube te dar valor, mas fala também de todas as vezes que eu disse que te amava e você sumia como quem tivesse medo de ser amado. Vai, desata todos os nós da sua garganta, eu deixo. Mas lembre-se que será a última vez que vai direcionar alguma palavra à minha pessoa. Porque depois disso, quem quer sumir sou eu, quem vai desaparecer sou eu. Só que eu não vou voltar como nas outras vezes, se eu for, eu vou de vez. Estou cansada de ser só criticada, cobrada, humilhada. Está na hora de eu tomar vergonha na cara e desistir dessa história maluca da gente. Mas pode falar, eu quero que você fale. Que você diga tudo que você quer dizer, tudo que está prendido ai dentro pra que não haja nenhuma reticência nessa história que já era pra ter um ponto final há muito tempo. Joga tudo na minha cara, eu deixo. Mas fala direito. Fala das vezes que eu cuidei de você, que eu te protegi, que eu deixei tudo e todos por causa de você e você nunca deu valor. Fala das vezes que eu corri atrás de você que nem uma idiota e você me desprezou. Fala das vezes que eu fiz de tudo por você, até fingir ser alguém que eu não era por sua causa. Tudo isso por você, pra te fazer feliz, te satisfazer. Cansei! Basta! Fui burra e ingênua demais, fui cega por causa do amor. Mas tudo tem o seu limite e eu passei do meu há muito tempo. Está na hora de eu ser feliz, eu mereço isso. Então, joga todas essas coisas na minha cara, fala tudo o que você tem pra falar. Vamos por um ponto final nessa história de vez. Não era pra ser e só agora percebo isso. Vamos, grite, não era isso que você sempre quis, mostrar pro mundo todos os meus defeitos, o quão antiquada eu sempre fui ao teu lado. Está com medo de mostrar a todos, sente vergonha de dizer que um dia foi feliz comigo? Pois bem, se não gritares eu grito. Eu digo que não mereci ser tratada do jeito que você me tratou por tanto tempo, não mereci ser pano de chão pras tuas besteiras todas, não mereci tudo que tu me fez, só que às vezes o amor é assim, estranho, faz a gente fazer besteiras, gostar de quem não merece a gente, e não, você não me merece, nem um pingo de mim, do que eu fiz, do que eu planejei, do quanto eu te amei. Então, já não me importo se tu gritares o quanto estou sendo pomposa em dar um basta pra tudo isso, pra tudo que sempre foi um nada da tua parte; vamos grite, mas desculpa se eu não ouvir tuas palavras, elas já viraram ruídos distantes dentro de mim. E foi você que deu um ponto final a tudo isso.”

“Cara, você pode me explicar que merda é essa que eu sinto por ti? Meu, você me tira do serio, me estressa, me faz ficar nervosa, me deixa maluca, você brinca comigo, me ignora me trata bem o dia que quer, já fiz mil e uma promessas que iria passar a te ignorar a não te dar mais tanta moral, mas quando eu te vejo todas essas promessas são quebradas, eu não consigo revidar quando dou por mim já estou nos teus braços, sentindo teu perfume e me aquecendo nos teus braços. Eu odeio ficar perto de você, mas odeio mais ainda ficar sem você. A verdade é que eu querendo ou não, estou totalmente apaixonada por ti. Você me domina cara, você me tem em suas mãos. E é por isso que você faz o que quer comigo, faz esse seu joguinho típico de você e eu aceito. Mesmo não querendo, mesmo lutando contra isso. Mas eu aceito. Porque aceitar é melhor do que ficar sem você. Não adianta mais negar, fingir que não estou apaixonada por que eu estou. Eu luto contra esses sentimentos, mas eu sei que eles já desabrocharam em meu coração. Como uma linda rosa de espinhos. Eu sei que vou me machucar com esses espinhos, mas como tirar de mim uma rosa linda que cravou em meu peito? Não dá, não posso. Sei que é errado ter esses sentimentos tão nobres e lindos em relação a você. Mas a verdade é que esse seu joguinho me envolveu. Você tem um efeito enorme sobre mim. E agora já não tenho mais nada a fazer, a não ser me entregar a isso tudo, a todos esse envolvimento por ti, toda essa estática entre nossos corpos. Não tem mais lógica renegar tudo isso, tá na cara que não há mais o que resistir, e por fim já não quero desistir mesmo. Quero você, quero nós; do jeito que mais quis alguma coisa, do jeito que der, do jeito que tu quiser, de qualquer jeito, pois tendo você eu tenho tudo que eu preciso.”

“A brisa que bate em meus cabelos e toca meu rosto prova que eu ganhei mas um dia para aproveitar. Então como eu posso reclamar de algo que eu ganhei talvez nem merecendo? Não sou tão mal agradecida assim. E a verdade é que eu não entendo, como pessoas que assim como eu, acordaram, mas preferiam que isso não tivesse acontecido. Como elas conseguem sequer pensar nisso? Será que elas não sabem que há milhares de pessoas em hospitais desejando acordar no dia seguinte? Lutando para que isso aconteça? E elas, que ganham isso de graça, sem ter que dar nada em troca, sem ter que sequer pedir, reclamam… Como? Como isso é possível. Eu sei que temos dificuldades, não serei hipócrita ao ponto de dizer que minha vida é perfeita, não, ela não é, mas por isso eu vou fazer com que cada dia que eu acorde seja um tormento? Eu realmente não entendo. Não entendo tamanha insensibilidade, imaturidade de pessoas tão fajutas assim. Venhamos e convenhamos, de fato, há dias de muita luta, mas diga-me cá, não há luta para aqueles que nem sequer têm a chance de batalhar? Imóveis sobre uma maca, sem condições financeiras de sobreviver, sem capacidade mental de visar o mundo numa outra dimensão. E não vou dizer que é culpa do Brasil, não, é culpa do mundo todo. Não há somente desigualdade no Brasil, todos somos seres humanos, todos sofremos, a diferença é que uns sabem apreciar a vida que ainda têm, e outros, apenas deixam que a vida tomem conta deles. Não estou aqui para julgar os problemas, apenas digo que pra tudo tem uma solução, seja qual for o seu problema, ainda existe uma esperança, um jeito de reverter a situação, e essa maneira na qual estou falando somente existe dentro de você, não existe dentro de mim, nem de nós, não existe no coração de seu amigo, ou de sua namorado(a), essa sede de mudança e de fazer com que os dias sejam melhores está dentro de você, se for pra dar certo dessa vez, vai dar, se ainda não deu, é porque ainda não chegou a nossa vez, talvez tudo isso seja uma provação, uma prova pra ver se vamos passar, e se vamos chegar até o fim, às vezes vamos cair, mas essa provação vem pra ver se vamos conseguir seguir o caminho, mesmo que ele seja estreito, há uma saída. Cara, às vezes temos que parar um pouco pra pensar o quanto somos sortudos em ter uma família, em ter alguém que nos ama, de podermos ir pra uma escola, ou seguir a rotina do trabalho, de termos um café da manhã à mesa e de poder acordar com saúde no outro dia, isso meu caro, não é privilégio de todos, e posso reconhecer, somos mal agradecidos, e por isso não sabemos dar valor às coisas pequenas, às coisas que passam despercebidas, às vezes, essas são as que mais contam. E aí vem as coisas clichês, você já parou pra pensar nas pessoas que perderam tudo talvez em uma enchente, talvez por causa de uma divida, por causa de drogas? Você já parou pra pensar no quanto uma pessoa daria agora por ter tudo o que você tem na sua casa? E que tanto faz se é pouco, se é muito, o importante é que você tem. A vida não é fácil, não é fácil sustentar uma família, manter ela em pé, não é fácil colocar comida em casa, não é fácil você conseguir pagar ou até comprar tudo o que quer. É difícil mas com o tempo tudo se ajeita, as coisas tomam o seu lugar e o que você mais quer na hora é ter a sua cama bem quentinha para relaxar, é clichê? É mas é a mais pura verdade. Sorria por ter tudo isso, por ter uma casa de bom agrado, por ter comida, por ter onde estudar porque no final, as coisas caras, os bem preciosos vão ficar, só você se vai.”

“Ah, o seu olhar, o seu olhar era o mais belo de todos, me desmanchava por um sorriso, me afogava em devaneios que nos envolviam. Ah… todos os gestos, todos os momentos, todas as nossas criações. E hoje o que nos resta, corrigindo, o que me resta? E respondo: Baús. Baús de informações, baús de recordações. Estou precisando me livrar disso tudo, pendurar uma plaquinha no jardim para doar todas essas lembranças, não quero mais me afogar em pensamentos, não quero mais lembrar de tudo que se foi e não volta mais, mas é que seu jeito me faz ficar embriagada, e como todo vicio é difícil de largar, me apeguei a esse, mesmo com a vontade de largar tudo ainda me apego a esse baú, alguém o quer? Alguém quer levar logo todas essas lembranças pra longe daqui? Pode pegar, somente não tem devolução. Podem levar, leve de graça! Mas leve, leve embora toda essa angústia que rondeia o meu peito, tira de mim essa tristeza nostálgica, aproveita e leva também as imagens, os flashes, as histórias e tudo aquilo que vivemos. Não aguento conviver com essa saudade, saudade de você, de nós. Eu te quero aqui novamente, eu necessito reviver tudo aquilo que vivemos. Se não for pra voltar, se não for pra ser feliz como você me fez um dia, então, por favor, me tire essas lembranças. Eu não quero, mas preciso acordar numa manhã e não lembrar mais de você, esquecer a nossa história, apagar de vez você da minha vida. Eu não quero, mas preciso queimar essa página da minha vida, foi a melhor de todas, mas é necessário vira-la, e sozinha eu não consigo. Você não vai voltar mesmo não é? Então devo por um fim de uma vez por todas, mas as lembranças ficam me rondando como moscas que trazem noticias ruins, quem sabe a noticia de que eu não conseguirei te esquecer, ninguém vai querer um bau com bugigangas sem valor algum; já que você não deu o valor que eu merecia, o nosso ‘nós’ também não tem lá seu grande valor. Tem valor sim, tem pra mim, e um valor caro que fica sendo cobrado a cada noite mal dormida, a cada dia de tédio, a cada manhã fria sem você ao meu lado. Nada acontece por um acaso, nada acontece só pra ser de passada e nós somos a prova disso, somos a prova de que aqui o amor foi verdadeiro e não tem essa de que amor verdadeiro não acaba, amor verdadeiro é para sempre, não, nada é para sempre. Nós nos envolvemos, fizemos planos, promessas mas acabou e agora a vida segue, o problema é que você seguiu, eu não. Eu ainda lembro de me acordar todas as madrugadas e me perguntar o porquê de você ter saído assim, ter deixado meu coração vulnerável, sem nenhuma proteção, você acabou com tudo…Me dilacerou. E eu deixei, sabe porque? Porque para mim você era a melhor pessoa do mundo que me trazia as melhores lembranças, melhores momentos. Era. E eu tenho que colocar isso na minha cabeça.”
Estou doando alguns baús, alguém quer? Natalia + Raquel + Paula + Fernanda = Ancoradas

“Chega daquela menininha boba e indefesa, desculpa se não era isso que você queria, mas é que de tanto apanhar a gente aprende a bater. E agora vai ser assim, eu por mim e mais ninguém, espero que você se acostume com isso, pois eu não vou voltar atrás por você meu bem! Eu já fiz coisas demais por você, e você? Você não fez nada! Isso mesmo, nada! Pelo contrário, enquanto eu me matava pra poder te agradar tudo que você fazia era me humilhar, pisar em cima de mim e dos meus sentimentos. Acho que nunca passou pela sua cabeça que a menina que vivia debaixo dos seus pés iria se erguer, que nunca iria dar a volta por cima. Cansei de passar minhas noites chorando por você, cansei de ser apenas sua “escrava”. Agora você vai reconhecer tudo que eu fiz por você, tudo que eu devia ter feito e o que não devia ter feito, agora eu vou cuidar de mim, eu vou esquecer você! Só peço que amanhã você não venha reclamar que não o chamo mais, que não retorno as ligações e não respondo suas mensagens porque quantas vezes eu tive que ficar preocupada com você? Quantas vezes tive que ficar acordada a noite toda? Pois é, várias vezes. Tem uma hora que a gente cansa, o amor se desgasta e alguém tem que soltar a corda, alguém tem que criar coragem de abrir as asas e ser feliz, nesse caso o alguém sou eu e tenho completo orgulho disso. Eu cresci, abri os olhos pois não aguentava mais ficar “trancafiada” por um amor que não vai e nem vem, por um amor que só eu sinto. Dizem que as pessoas só dão valor quando perdem, certo? Pois então vamos esperar para ver. Não quero ser um troféuzinho na tua estante, alias, agora que sou mais eu não quero ser mais nada para ti, apenas uma lembrança de quem você deixou passar, de com que você poderia vivenciar loucuras, meiguices, brigas sem sentido que acabam com beijos apaixonados. Benzinho, perdeu.”

“Namoro à distancia é complicado, e eu sou uma prova viva disso. Sabe o que é você querer abraçar, beijar, cuidar… Querer fazer tudo o que um casal normal faz todos os dias? Só que uns km filhos da mãe atrapalham, te impedem de fazer o trabalho todo. Machuca pra caralho. Mas todo amor, quando é amor, é mais forte que qualquer coisa, e claro, maior que qualquer km que seja. Você tem que ser realmente muito forte e louco pra conseguir aguentar isso. Não basta ter confiança só na outra pessoa, tem que ter confiança em si mesmo porque por causa de um deslize tudo pode acabar. Namorar à distância é se entregar para uma pessoa que você sabe que pode nunca conhecer, é ter força o bastante para levantar todo o dia e sorrir, sim, sorrir porque a dor da saudade cada vez aumenta mais, a dor de você não ter a pessoa ali do seu lado dizendo o que é certo errado, dando conselhos. A pessoa pode morar numa cidade que fica a 1 hora de carro ou no outro lado do país, mas a distância causa a mesma dor, e não, não pense que é fácil, sim as vezes da vontade de desistir, terminar, acabar tudo, só que é amor, e quando se trata de amor nada mais importa. Já são incontáveis as noites que eu fui dormir chorando, suplicando um abraço, um beijo, ou apenas um olhar seu, mas eu me mantive forte, pois eu sei que um dia eu vou ter tudo isso e quem sabe até mais. E sempre existem aquelas pessoas que dizem que não vai dar certo, pois você nunca viu a pessoa, sempre tentando colocar na sua cabeça que o outro não te ama, mas quer saber? Eu acredito que sim, QUE ESSA PESSOA ME AMA DE VERDADE! E sim, eu também o amo de verdade, pois eu não diria eu te amo sem realmente sentir isso, e é o sentimento mais puro e ingênuo que eu já senti, pois eu apenas o conheço de longe e não de perto. Quer dizer, longe fisicamente, pois estamos ligados por algo forte demais, algo que teve um início ocasional, e já não imagino com um fim. Imagina só o grande dia, naquele que nos abraçaremos, que nos beijaremos, o primeiro beijo, quando eu poderei olhar nos teus olhos e sussurrar em teu ouvido que te amo. Sabe o quanto eu sonho com tuas mãos nas minhas? Sabe o quanto eu sonho com nós em fotos bobas e fofas? Sabe o que é ter saudade de alguém que você nunca viu? Sabe o que é sentir uma dor no peito e querer colo daquela pessoa, só dela, mas não dá? Pois é, eu sei de tudo isso, e sei que nosso amor é forte o suficiente pra enfrentar todos os obstáculos que podemos ter, sei que nos encontraremos, anota ai, pois quando algo é forte e verdadeiro a gente enfrenta com unhas e dentes, e com pneus resistentes pra atravessar esses km q nós distanciam.”

“Vamos entrar no jogo de ser feliz, jogo complicado esse, um dos jogos mais jogados e com poucos vencedores. Sente em outra cadeira, percorra outras esquinas, avance com suas esperanças, a lei é sempre estar mudando, procurando pela peça que falta pra ser feliz. A felicidade não se procura, simplesmente se encontra. Não tem como definir essa vontade que nos invadem de querer algo novo, algo bom. Quantas vezes procuramos ser felizes? Quantas vezes queremos um motivo novo pra sorrir? Ou pra gargalhar no fim da tarde por um acontecimento matinal? Se for pra jogar, trave uma briga com você mesmo, comece e não pare, quem sabe jogar, saber perder, a perda somente fortalece, mas no final, quem vence é o que viveu mais, quem vence é o que procurou cada vez mais sorrir, procurou cada vez mais a tal da felicidade e no fundo a encontrou. Se jogue no abismo de felicidade, sem medo e com vontade. Se liberte mais, viaje mais, pule mais, cante mais, dance mais, saia mais, grite mais, corra mais, sorria mais. Faça tudo em demasia. Se permita; Se permita ser feliz; Se permita ser suficiente pra você. A felicidade está mais perto do que imaginamos. Ela está bem á sua frente, basta querer vê-la. Acredite pequena, Deus lhe deu mais um dia de vida repleta de saúde, Ele apenas anseia um sorriso teu em troca. Sorria! Avance logo na linha de largada com um sorriso no rosto, a cada jogada sorria mais, a cada ponto cambalhote, a cada perda acredite mais em si, é disso que consiste a felicidade, em acreditar em si. Saiba de seus limites, e quando necessário quebre-os, quando possível arrisque, quando cansada não desista, não vale desistir, não vale de nada. Não tente ser uma pessoa que os outros queiram, seja quem você é e não importa se os outros gostam ou não. Quanta coisa a gente perde e depois quer voltar atrás, não é mesmo? Mas não seja assim, não deixa que nada corra ou fuja das suas mãos. Sorria querida, o jogo já começou e faz tempo.”

“O que você ainda está esperando? Levanta dessa cama, lave seu rosto, arrume o seu cabelo, abras as cortinas e veja como o dia está lindo. Saia de casa se divirta, dance, cante, beba e pare de ficar se deprimindo. Você ainda tem muito para aprender e viver, e não vai ser por causa de um babaca que você vai perder isso. Já parou para pensar que muito tempo passou enquanto você só se lamenta. Quantos amores você deixou passar por causa de um que não te merece? Quantos sorrisos e gargalhadas você já perdeu? A vida não para menina. Está na hora de você levantar essa cabeça e seguir em frente. Sei que você pode, que você consegue. Você é forte, é guerreira, é valente. Você é mulher. E mulheres sofrem, choram, mas não se dão por vencidas. Mulher é um bicho valente que mesmo sofrendo, não desiste. Você vai superar, sei que vai. Mas essas coisas acontecem com o tempo, com dedicação, com suor. Você precisa procurar sua felicidade menina, precisa correr atrás dela. As coisas só acontecem quando você faz por merecer. Vai ser difícil, muito. Você vai ter suas crises de desespero e saudade. Vai sentir que retrocedeu o caminho todo de volta ao início quando ver ele e o seu sorriso encantador. Vai sentir o desejo, a vontade, a saudade e o amor aflorar com toda a força em seu peito. Vai querer desistir dessa ideia louca de seguir em frente sem ele. Mas, meu bem, você vai perceber que apesar da dor e do sofrimento, dá sim pra ser feliz sem ele. Dá sim pra dar risada até a barriga doer. Dá sim pra ficar sem seus carinhos, beijos e mimos. Dá sim. E, meu bem, ele também não está tão feliz sem você? Porque você não pode ser feliz também? Você ainda vai encontrar alguém que te mereça. Acredita em mim, com o tempo e dedicação, vai passar. Não há nada que o tempo não cure, mesmo que insistindo, lhe peço pra parar de se importar, o mundo do outro lado está cheio de possibilidades, de pessoas boas, de um amigo que você sabe quem é, que te ama e te quer por perto, dê valor nas coisas pequenas, nas pessoas que te dá bom dia, naquela pessoa que te cumprimenta na rua, dê valor na sua família, na sua casa, na cama que você dorme e tenta esquecer os desamores, ele não vai ser o único da sua vida, existem outros melhores por ai, escolha esperar, não saia em busca de um alguém, não clame ao desespero, as melhores coisas acontecem quando a gente menos espera por elas, claro que você não vai ficar dentro de casa esperando o príncipe bater a sua porta, mas vá lá fora e viva, tire da sua cabeça essas ideias, e ideais, algum dia você vai perceber o quanto foi bom ter esperado a pessoa certa, a pessoa que te ama, e que te trará lágrimas, mas lágrimas essas, de felicidade. Então não se entregue menina, há muito pela frente. Levante essa cabeça, enxugue essas lágrimas escorridas, passe um batom nos lábios e abra aquele sorriso que só você tem. Encante o mundo com sua beleza e seja encantada pela beleza do mundo. Faça o que quiser, só não fique ai.”